Geometric Shawl

The shawl is formed by two geometric figures: one triangle equilateral and two right-angles. Then, when you fold it on half you’ll see a parallelogram. This pattern is so easy to beginners and may be knitted with anyone yarn and needle.
 Materials
Yarn: 02 skeins Bariloche Aslan (yarn 85% wool and 15% polyamide).
Needles: 7mm Gauge: isn’t critical.
What should you know/learn to knit this shawl?
 Garter stitch: knit right and wrong side. Slip first stitch purlwise. Increase: knit from and back (kfb)
Decrease using k2tog: to create a right inclination. Decrease using ssk: slip stitch knitwise, slip stitch knitwise, and knit; to create a left inclination. Instructions Knit this shawl pattern with garter stitch (knit right and wrong side).
Cast on 03 Sts. Set up row: purl Row 1: Slip first st, knit one front and back (kfb), knit.
Row 02: Slip first st, knit front and back (kfb), knit. Repeat rows 1 and 2 until have 102 stitches. Then, put a marker on half (51 stitches each side.)
 Right side:
Row 1: Slip first stitch, k48, k2tog, k1. Turn. Row 2: Slip the first sts, knit. Repeat these two rows. When you have just three stitches, bind off.
 Left Side Work from middle to outside. Row 1: slip st, ssk, k48. Row 2: slip st, knit.
Repeat these two rows. When you have just three stitches, bind off. Variation: This shawl may be knitted with anyone yarn/needle.
IN BRIEF: cast on 3 sts, work garter stitch, slip sts and increasing one st (kfb) at beginning of all rows until the length desired. Then, mark the half and decrease each side until obtain 3 sts (right side: decrease with k2tog, left side: decrease with ssk).Bind off.Free PDF Pattern: Geometric Shawl on Ravelry

Thank you for choosing my pattern!
This pattern is for personal use only and may not be reproduced for commercial purposes without permission.
 * tricosemcostura@gmail.com * Ravelry ID: tricosemcostura©Tricosemcostura 2012

3º Encontro Gaúcho de Tricô Tchê … onde bate o coração do tricô brasileiro!

Em 26 e 27 de junho estive em Gramado/RS participando do 3º Encontro Gaúcho de Tricô do grupo Tricô Tchê. Grupo que reúne mais de 15000 pessoas no Facebook e que se encontra mensalmente em Porto Alegre, cujas atividades,  físicas e virtuais, são organizadas por um grupo, Suzete Dienstmann Musse, Lucia Maria Schofen, Salete Pretto, Susana Delvan e Simone Mendonça Soares. Agradeço o convite para ministrar oficinas e fiquei encantada, tudo foi muito tranquilo e bem organizado.

Nos dois dias do encontro, muitas oficinas e momentos de descoberta…. grupos de tricô de todo canto do Brasil: Tecendo no Cerrado, Tricô da Baixada Santista, Tricô 40º, Tricota Curitiba, Tricotando em Sampa e tricoteiras de várias cidades do país, muito além do entorno de Porto Alegre e Curitiba, como Brasilia/DF, Santos/SP, Petrópolis/RJ Sorocaba/Sp, Uberlândia/MG, Marília/SP, Cabreúva/SP, Ribeirão Preto/SP entre outras. De fato, um encontro de ampla representação nacional, muito além da ideia que se poderia fazer de um encontro regional. Se tricô combina com frio, aconchego e hospitalidade, então o coração do tricô brasileiro pulsa no RS, o que faz entender como um grupo consegue reunir e agregar tantas pessoas de tantos lugares do país.

Para mim, foi um momento muito especial por várias razões: pela oportunidade de ministrar oficinas de tricô, conhecer tricoteiras eg grpos de vários lugares do país, fazer novas amizades e encontrar pessoas especiais que conheço de longa data mas que ainda não conhecia pessoalmente, como Valéria Garcia do blog Tricô em Prosa, Jud Martins do Jud Arts e Crestina Consorti do Strickerin von Beruf entre vários outros professores fantásticos que ministraram oficinas.

Partilho aqui alguns momentos das oficinas que ministrei e, em especial, o vídeo que além de contar e registrar esse momento, convida todas as tricoteiras para o 4 Encontro em Gramado em 2016, em junho. Certamente,  o sucesso se repetirá em maiores proporções.

Oficina “Tricotando com fita métrica”

Oficina ‘Top Down em quatro etapas”

Oficina “Tricô para Tilda”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[Técnicas de tricô] Montagem circular em agulhas de pontas duplas: tricotando quadradinhos

 

Quadradinhos com técnica de montagem circular de Emily Ocker

Muitas sobras de linha de algodão, fios sem uso e sem destino…

Então resolvi fazer uma almofada com quadradinhos e aproveitar para treinar a técnica de montagem circular de Emily Ocker. Encontrei a referência à esse método de montagem circular no livro First Book of Modern Lace Knitting de Marianne Kinzel . Usando uma agulha de crochê iniciamos o trabalho com pouquíssimos pontos, o que seria impossível numa circular ou exigiria mil peripécias com a técnica do laço mágico. Simples, direto e prático.

Para tricotar esse quadrado montamos, com as agulhas 2.75 mm e fio Anne, dois pontos em cada agulha, conforme video abaixo(08). Tricotamos uma carreira aumentando um ponto  entre cada dupla de pontos (12 pontos). A terceira carreira toda em ponto meia, e, como de regra no tricô circular, quando colocamos aumento numa carreira, tricotamos a outra toda meia (não se faz aumento sobre aumento, o equivalente à uma carreira de avesso). E na carreira seguinte fazemos uma laçada de cada lado dos dois pontos que formarão o desenho, tricotando, a partir daí, uma carreira com aumento, outra apenas de ponto meia, até atingir a altura desejada (18 carreiras) Podemos também, continuar até atingir o tamanho desejado, fazendo uma almofada inteira ao invés de vários quadradinhos, como um patchwork de tricô.

Receita básica, simples com efeito lindo. Agora, vamos tricotando, na medida do tempo disponível.

É bem legal tricotar os quadradinhos, rapidinho! Bom exercício para quem quer se aventurar nas agulhas de pontas duplas….e treinar tanto a montagem quando habituar-se a tricotar com  as cinco agulhas.

Montagem circular de Emily Ocker

[Divulgando] 3º Encontro Gaúcho de Tricô em Gramado 2015, estaremos lá!

Recebi um maravilhoso convite da coordenação do grupo Tricô Tchê para dar oficinas de tricô no 3º Encontro Gaúcho de Tricô, que vai acontecer em 2015 em Gramado/RS, de 26 a 28 de junho.Claro, já aceitei. E ao lado de tricoteiras fantásticas, que todos podem conferir na lista de professores do encontro que já está online, terei o prazer de mais uma vez me encontrar com as gurias do Tricô Tchê e partilhar a alegria de tricotar junto!
Haverá muitas oficinas e certamente será um momento encantador para aprendermos e para conhecer tricoteiras do Brasil inteiro.
As manifestãçoes de interesse, pré-inscrição já estão abertas e todas as novidades do Encontro podem ser acompanhadas pelo site: https://encontrogauchodetrico.wordpress.com ou pelo Facebook:https://www.facebook.com/pages/3%C2%BA-Encontro-G%C3%A1ucho-de-Tric%C3%B4/1518722175040591?fref=ts

[Receita Gratuita] Xale Rendado, passo a passo

Esse xale pode ser feito em fio de algodão ou lã fininha.

Receita publicada  no site Faz Fácil.

Clique aqui pra acessar a receita: Xale Rendado em Tricô

Peça a venda:  http://tricosemcostura.loja2.com.br/4083852-Xale-em-algodao?keep_adding

 

[Curso Online] Casaquinho de Verão para Tilda

Quer aprender?

“Casaquinho de verão para Tilda”.

Envie email para tricosemcostura@gmail.com

Pré-requisitos: montagem,  ponto tricô e meia e arremate.

Tutorial em grupo fechado no Facebook

[Receita de Pão] Fazendo pães no inverno…pão de azeite e mandioquinha

Quem gosta do  inverno, normalmente também aprecia um bom cafezinho da tarde, com pães claro!

Ao longo de anos tenho testado muitas receitas de pães, combinando os ingredientes básicos e registrando os resultados. São muitas receitas, mas ontem fiz um teste que ficou show! Ontem a tarde estava bem frio aqui em Marília!

Quem disse que com friozinho a massa de pão não cresce ? Coloquei pra crescer as 16:00 e já as 18:00 já estavam enroladinhos.  A dica é colocar a massa numa vasilha grande coberta com plástico, colocar no forno desligado, encher um forma grande de bolo com água fervente e colocar na grade de baixo, fechar o forno e só abrir quando a massa ganhar o dobro do tamanho! 

A massa cresce quando está frio (como no caso do brioche que cresce na geladeira quando esta calor), mas demora bastante pra crescer quando a temperatura é baixa. Atendendo aos pedidos no Facebook publico aqui a receita e algumas dicas.

Fazer pães é muito simples e divertido, além claro de delicioso, especialmente quando partilhamos com as pessoas que a gente gosta.

 

Abraços,

 

Pão de Azeite e Mandioquinha

Ingredientes:

400 gramas de mandioquinha (batata salsa)

1 0v0

250 ml de leite morno

30 gramas de fermento para pão

150 ml de azeite de oliva

2 colheres de sopa bem cheias de manteiga (ou margarina)

2 colheres de sopa de açúcar cristal

01 colher de chá de sal

Farinha de trigo até obter o ponto da massa.

 

Modo de Fazer:

Coloque a mandioquinha descascada, para cozinhar no vapor. Amasse bem com um garfo e coloque no liquidificador.

Use um pouco do leite morno para dissolver o fermento e reserve. Colo que o restante do leite no liquidificar junto com a mandioquinha.

Acrescente todos os ingredientes e bata bem, até formar um creme. Acrescente o fermento dissolvido e bata um pouquinho para misturar.

Numa tigela coloque um pouco de farinha e despeje toda a mistura do liquidificador. Misture com uma colher grande e vá juntando a farinha. Quando a massa ficar densa, coloque sobre uma superfície enfarinhada e amasse até dar o ponto.

Unte outra tigela, coloque a massa e vire (para que todos os lados fiquem untados e a massa não resseque). Deixe crescer coberto com um plástico e um pano. Quando dobrar de volume, enrole os pães e deixe crescer em forma untada e enfarinhada.

OBSERVAÇÕES:

fiz com um ovo, mas pode ser com dois ou três. A foto dos pães assados mostra a receita com três ovos.

Se aumentar o volume de líquidos, vai exigir maior quantidade de farinha.

O leite deve ser morno para ativar o fermente (se estiver muito quente vai cozinhar o fermento e a massa não crescerá.

Não precisa fazer força para sovar a massa, apenas movimentar bastante até dar textura ideal (aprender o ponto da massa só com a experiência)

Massa com óleo fica crocante por fora, e como tem leite e manteiga, macio por dentro. Se colocar agua/óleo fica um pão bem sequinho e leite/manteiga, bem macio.