[Técnicas de tricô] Montagem circular em agulhas de pontas duplas: tricotando quadradinhos

 

Quadradinhos com técnica de montagem circular de Emily Ocker

Muitas sobras de linha de algodão, fios sem uso e sem destino…

Então resolvi fazer uma almofada com quadradinhos e aproveitar para treinar a técnica de montagem circular de Emily Ocker. Encontrei a referência à esse método de montagem circular no livro First Book of Modern Lace Knitting de Marianne Kinzel . Usando uma agulha de crochê iniciamos o trabalho com pouquíssimos pontos, o que seria impossível numa circular ou exigiria mil peripécias com a técnica do laço mágico. Simples, direto e prático.

Para tricotar esse quadrado montamos, com as agulhas 2.75 mm e fio Anne, dois pontos em cada agulha, conforme video abaixo(08). Tricotamos uma carreira aumentando um ponto  entre cada dupla de pontos (12 pontos). A terceira carreira toda em ponto meia, e, como de regra no tricô circular, quando colocamos aumento numa carreira, tricotamos a outra toda meia (não se faz aumento sobre aumento, o equivalente à uma carreira de avesso). E na carreira seguinte fazemos uma laçada de cada lado dos dois pontos que formarão o desenho, tricotando, a partir daí, uma carreira com aumento, outra apenas de ponto meia, até atingir a altura desejada (18 carreiras) Podemos também, continuar até atingir o tamanho desejado, fazendo uma almofada inteira ao invés de vários quadradinhos, como um patchwork de tricô.

Receita básica, simples com efeito lindo. Agora, vamos tricotando, na medida do tempo disponível.

É bem legal tricotar os quadradinhos, rapidinho! Bom exercício para quem quer se aventurar nas agulhas de pontas duplas….e treinar tanto a montagem quanto habituar-se a tricotar com  as cinco agulhas.

Montagem circular de Emily Ocker

Gola moebius em linha com apenas um novelo

As golas tricotadas em linha de algodão ou viscose são rápidas para fazer e podem ser usadas na meia estação e no inverno; um presente adorável. E podem ser feitas com apenas um novelo ou cerca de 100 gramas de fio.

Essa foi tricotada  com um novelo do fio Class da Aslan, agulhas circulares de 4.5 mm de 80 cm com 100 pontos. Ficou no tamanho perfeito para cobrir um decote V e inclusive pode cobrir a cabeça e transformar-se numa gola/gorro. Com três carreiras de meia 3 carreiras de tricô, na técnica möebius, básico e eficiente.

Velhos posts aqui no blog já explicaram a técnica moebius, para quem está iniciando, clique aqui: videos ou historinhas.

Pretendo tricotar várias para presentear, mas esse aí da foto, é meu! srsrs

Bom tricô!

Redescobrindo o tricô: 2 em 1, meias e luvas em tricô duplo!

No pouco tempo que tenho tido ultimamente para tricotar, estou aprendendo e exercitando uma técnica fantástica: o tricô duplo. O double knitting normalmente refere-se a uma peça  com dupla face, que pode ser usada dos dois lados, portanto sem avesso.

Mas o tricô duplo, nesse caso  é outro. Imagine, tricotar um pé de meia e ao final, ter dois, o mesmo para as luvas ou mangas de casacos. Isso mesmo! Tricô dois em um.  Exige o dobro de atenção e paciência, contudo os resultados em termos da textura, rapidez e diversão compensam absolutamente.

Estou tricotando com dois métodos ao mesmo tempo, a peça externa, com método português  (fio no pescoço) e a interna com o método continental (fio na mão esquerda). Nem me atrevo a dar explicações aqui, porque realmente é um exercício trabalhoso, que exige domínio do tricô em agulhas de ponta duplas e claro, de como fazer as peças.

Minha primeira tentativa foi com as meias, fiz até a metade com a técnica dupla depois, separei e finalizei cada um. Agora estou tricotando as luvas que já já sairão das agulhas, e, em tempo recorde!

Abraços!

Multifuncionalidade do I-cord

No I Encontro Gaúcho de tricô uma das oficinas que ministrei foi sobre como fazer o I-cord e suas variações, o I-cord aplicado e o Built-In I-cord. Estes dois últimos são excelentes recursos para o acabamento de peças e para dar um toque colorido no tricô.

O tutorial do blog de Salihan é fantástico, ensina como criar figuras com I-cord e então é  soltar a imaginação. Ela autorizou o uso das imagens para ilustrar a dica, mas o passo a passo está lá. Visitem que vale a pena e também as suas receitas no Ravelry http://www.ravelry.com/designers/salihan-laugesen

http://salihan.com/2010/tutorial-knitted-i-cord-coasters/

http://salihan.com/files/Coasters-template.pdf

Outras sugestões para uso do I-cord:

Para prender cartões de identificação

I-Cord Lanyard by Sunny Peterson:  http://yiddle.net/the-geekery/diy-easy-i-cord-lanyard/

Flor aplicada

http://knitting-and.com/knitting/patterns/afghans/icordflower.htm

Para a caneca:

http://www.instructables.com/id/I-cord-easy-mug-cosy/

Descobrindo o mundo da tecelagem

Na  sexta feira dia 09/12  recebi meu tear de pente liço da Arte Viva Teares. Vou usar a apostila  Tecelagem Manual: tear de pente liço Nível 01 do Eng. Áquila Klippel, muito didática, explicações e ilustrações super eficientes.

Montei e já terminei meu primeiro projeto, um pequeno tapete em algodão com o fio Nativa 7 em ponto tela, ponto básico da tecelagem. Estou encantada com a tecelagem a tranquilidade e a beleza da trama tem efeitos muito agradáveis, e o ato de tecer é como um mergulho para fora do tempo.

Quando estive na Fiolã fiz um treinamento intensivo com Ellen e agora vou pouco a pouco me alfabetizando e ganhando intimidade com os novos termos: cala, pente,  navete, urdidura, duíte, batedor etc. Cada tipo artesanato tem uma linguagem, um ritmo  e uma tensão própria.

Esta semana montei uma manta. Seguindo a apostila, escolhi o listrado de urdidura regular, em que  se utiliza uma cor para a trama, escolhi o branco, e várias cores para a urdidura num sequência padrão, 12 fios de cada cor que correspondem a 6cm, já que estou usando o pente 2×1.

Depois da manta, pretendo fazer  pequenos projetos seguindo os procedimentos de estampas da apostila, o próximo será o xadrez regular.

E o tricô?! Aguarda. Afinal um dia tem apenas 24 horas, rsrsr

Abaixo algumas fotos da aventura, mais nos meu álbum Ensaios de Tecelagem no Facebook.

Abraços

[Galeria dos Leitores] Boina em Lã

O dia começou bem! Ao abrir os emails deparei-me com a mensagem de Irene , uma leitora do blog que tricotou minha  receita de boina. E enviou as fotos para a Galeria dos Leitores. Ficou perfeita,

Irene Carvalho mora na cidade de Paranavaí, noroeste do Paraná.

Esta portuguesa simpática já está no Brasil há quarenta anos, sempre no estado do Paraná.

O gorro foi feito com agulha 5mm e lã Cetim da Cisne.

Parabéns Irene!

Clique no link abaixo para acessar a receita

https://tricosemcostura.com/2011/09/13/receita-pratica-boina-em-la-corriedale/

Olá! Bom dia!
Agradecendo de novo sua gentileza em enviar a receita do gorro, estou enviando foto do que eu fiz.
Ficou diferente do seu .Como uso o método portuuês de tricotar, tenho dificuldade em fazer o meia torcido.
Assim mesmo gostei muito.
Deus lhe pague.
Abraço carinhoso.

Workshop no Craftsy: bolero top-down

Ontem terminei  o trabalho do workshop da designer Stefanie Japel no Craftsy o bolero One Skein Wonder Shrug, feito com a técnica top-down. A receita sugere um novelo de Cascade, eu usei dois novelos do Plymouth Royal Lhama Silk  Splash que comprei no Webs na liquidação do ano passado, fio de lhama com seda. Uma maciez!

O Craftsy é um site fascinante: é só criar seu usuário e aproveitar a cornucópia: receitas grátis, cursos online de tricô, crochê, pacthwork, jardinagem, costura etc. Eu já havia comprado a receita no Ravelry, mas cliquei participar do workshop grátis. Recebi o email de confirmação, segui o passo a passo, e voilá! Eis o meu bolero sem costura prontinho. Rápido e muito tranquilo.

A receita pode ser comprada no site da designer: http://stefaniejapel.com/shop/patterns/oneSkeinWonder.html

Vou tentar outro com lã, vamos ver!

Bom tricô!