Gola moebius em linha com apenas um novelo

As golas tricotadas em linha de algodão ou viscose são rápidas para fazer e podem ser usadas na meia estação e no inverno; um presente adorável. E podem ser feitas com apenas um novelo ou cerca de 100 gramas de fio.

Essa foi tricotada  com um novelo do fio Class da Aslan, agulhas circulares de 4.5 mm de 80 cm com 100 pontos. Ficou no tamanho perfeito para cobrir um decote V e inclusive pode cobrir a cabeça e transformar-se numa gola/gorro. Com três carreiras de meia 3 carreiras de tricô, na técnica möebius, básico e eficiente.

Velhos posts aqui no blog já explicaram a técnica moebius, para quem está iniciando, clique aqui: videos ou historinhas.

Pretendo tricotar várias para presentear, mas esse aí da foto, é meu! srsrs

Bom tricô!

Anúncios

[Receita Prática] Gola em lã merino

Essa gola ficou muito confortável e prática tanto no uso  quanto na confecção. Pode servir como gola, como uma gola pelerine e se puxada para cima, transforma-se numa gola capuz. Bem prático para usar, permitindo vários looks e de uma confecção simples. A maciez da lã merino Fiolã permite o uso da peça em contato direto com a pele.

Em cordões de tricô (feitos sempre em meia no direito e no avesso, seguindo as orientações de Elizabeth Zimmermann) Foi tricotada em agulhas retas de 12mm, com  quatro novelos de lã merino com tingimento natural de noz pecã e cascas de cebola. Mas pode ser feita com um fio de cada cor, e, nesse caso, é preciso fazer uma amostra para calcular com mais precisão a quantidade de pontos.

Receita

04 novelos de lã merino Fiolã ( 02 na cor casca de cebola e 02 na cor noz pecã)

Use fio duplo, um de cada cor e agulhas retas 12m.

Coloque 60 pontos usando o método provisório e tricote em cordões de tricô por 70 cm. O comprimento da peça pode variar, mas deve ser um pouco menor do que a circunferência do busto com braços, pois o modelo é para ser usado como uma pelerine. Os cordões de tricô resultam numa malha elástica que se adaptará facilmente a osdiferentes tamanhos, aliado, é claro, à elasticidade  da lã natural.

Quando a peça atingir o comprimento desejado, unir os dois lados utilizando a técnica do grafting para cordão de tricô. Dessa forma a junção ficará imperceptível, definindo a leveza da peça.

Assim, muito simples, uma peça multiuso, quente e confortável em maxi tricô.  Para quem gosta de pontos maiores, é só colocar três fios e ampliar a agulha. Os vídeos abaixo podem ajudar nos detalhes de acabamento da peça, como a montagem provisória e o grafting. Outro detalhe importante é trabalhar em ponto meia no direito e no avesso e sempre tirar o primeiro ponto sem fazer em tricô, no início de cada carreira.

Bom tricô! Montagem provisória (provisional cast on) http://www.youtube.com/watch?v=FE6fNwFjBVI Grafting em cordão de tricô (Grafting Garter Stitch (Kitchener) http://www.youtube.com/watch?v=BAEIogIli6o

Moebius: tricô, matemática e cinema

Acabei de receber esse link do marido, um leitor assíduo do blog do Luis Nassif. Veja que matéria interessante sobre o moebius, já conhecido das tricoteiras que é título de um filme, comentado por Nassif.  É um artigo de Wilson Ferreira  do blog Cinema Secreto: Cinegnose http://cinegnose.blogspot.com .

Já postei algumas matérias sobre moebius, como os posts Moebius, tricô circular e a matemática , Moebius sem segredo e uma receita de gola . Muito interessante e certamente agregará informações precisosas a todos os leitores do Tricô Sem Costura.

Bom, vamos ler no post original: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-geometria-sagrada-no-filme-argentino-moebius

Abraços,

Mais uma Gola de Folhas

Essa gola de folhas foi tricotada com lã Botonê e agulhas 5mm. Como a linha é mais fina do que o fio indicado na receita, coloquei vinte e cinco pontos para começar e segui a parte do motivo de folhas exatamente como indicado. É um presente. Agora, vou fazer uma para mim, com quarenta pontos.

Bom tricô!!!

Gola de folhas, clique abaixo pra ver a receita

Leaves on the edge” cowl de Rose Anne

Lã Botonê da Pingouin (65 gramas) e agulhas 5mm

Conversível no Programa Arte Brasil: Versátil com Cláudia Maria

Amanhã, 25/03 às 17:00 horas  Cláudia Maria vai ensinar o Conversível no Programa Arte Brasil. Cláudia chamou a peça de Versátil. Isso porque ela pode ser usada como colete, gola, cachecol, frente única …

Quando publicamos aqui a tradução dessa receita da designer canadense Suzanne Resaul, Claudia me escreveu e consultamos a designer que prontamente autorizou a divulgação de sua receita na TV, e nos escreveu em português. Veja que gentileza. Muitas receitas free não permitem que as peças sejam vendidas. Não é o caso de Suzanne. A receita está livre para ser divulgada e para que as artesãs vendam as peças feitas com a receita, e esse é um dos  objetivos do programa Arte Brasil.

O Arte Brasil pode ser visto no Canal Rural ou pela internet, exibido de segunda a sexta-feira às 17h e reapresentação às 10h30 da manhã. Clique aqui para assistir ao vídeo com a aula. Atenção, não sei porque mas o vídeo começa em 11: 04 minutos e depois volte ao início.

http://www.programaartebrasil.com.br/passo/passo_resultado.asp?id_evento=886

Agradeço a Claudia Maria e Suzanne!

Suzanne je vous remercie!

 

 

Dear Claudia Maria,

I would like to give you permission to use my convertible scarf knitting pattern as translated by Edna, Tricosemcostura on Ravelry, to teach on your TV program, Arte Brasil.

Eu dou permissão para usar o meu padrão de tricô como traduzido por Edna, Tricosemcostura no Ravelry, para ensinar no programa de TV, Arte Brasil.

Edna’s translation/tradução (https://tricosemcostura.files.wordpress.com/2011/01/conversivelbyloopysue_pt.pdf)

Thank you,

Suzanne Resaul

Edmonton, Alberta, Canada

 

 

Versão do Conversível por Cláudia Maria

 

Convertible de Suzanne Resaul

 

Tradução: Gola de Janeiro, fio duplo na agulha 10mm.

Adorei essa gola, uma daquelas receitas práticas, simples, rápida e charmosa,  de Emma do blog   Knit1Slip1.  A receita, cortesia da designer, está disponível em inglês  no blog e no Ravelry.

Observe que a textura da gola é definida pelo uso do fio duplo, conforme ressaltado na receita, dois fios de espessura DK na agulha 10mm. Segundo a tabela de espessuras das Aulinhas de Tricô da Regina Rogers,  o fio DK é aquele indicado para agulhas de 3,75mm a 4,25mm. Esses detalhes são importantes para que nossa peça tenha o mesmo caimento do modelo.

Minha sugestão para essa peça é usar a montagem provisória e finalizar com o grafting (ponto de malha para unir os dois lados com agulha de costura, bordando o ponto meia) para que a peça fique sem emenda.  Para a montagem provisória com agulha de crochê indico o vídeo de As tramas de Milady e para a técnica de costura grafting o vídeo de Regina Rogers, ambos em português.

Para quem quer avançar, o grafting pode ser executado de formas diferentes,  quando fazemos meia no direito, cordões de tricô ou meia e tricô alternados (como no ponto arroz usado na gola,) de modo que o desenho do ponto seja preservado no acabamento. Na página 16 da revista  1300 pontos tem indicações de como fazer o gratfing em meia e em tricô, aí é só usar alternadamente seguindo o ponto arroz.

Nossa tradução foi feita com autorização da designer. Quem gostar ou tricotar a peça, visite o blog e deixe seu comentário, mesmo em português. Seria bem legal!

Thank you, Emma.

Bom tricô!!!

Gola de Janeiro


  1. Coloque 25 pontos na agulha 10mm, usando dois fios juntos.
  2. *1 meia, 1 tricô* Repita até o penúltimo e termine com 1 ponto meia.
  3. Repita a 1ª carreira  até que a gola tenha  140 cm de comprimento.
  4. Arremate e costure para formar a gola. Ou torça a peça para costurar de modo que  fique mais elegante e pareça menos embaraçada quanto usada enrolada como cachecol.

January Cowl

Fotos, criação e execução de Emma

http://knit1slip1.com/2011/01/19/january-cowl/