Tricô Zimmermann

Quem tem medo de Elizabeth Zimmermann?

Se você faz tricô e não conhece Elizabeth Zimmermann certamente ainda não entrou na era moderna do tricô. Tenho uma amiga que fazia, segundo ela, “apenas coisinhas básicas no tricô”.  Fizemos juntas um Baby Surprise Jacket (BSJ) e o sapatinho (Bottees) do The Opinionated Knitter. Tempo depois ela me mostrou um poncho lindo, sem costura, feito a partir da mesma lógica do BSJ. Enfim, o tricô de EZ estimula a criação de novas peças.

Em vários comentários que tenho lido, as receitas de Elizabeth Zimmermann são consideradas, senão dificeis, pelo menos obscuras. O que vc acha? Claro que elas exigem, do leitor brasileiro, algum esforço, como tudo no tricô. Primeiro elas estão em inglês e EZ tem uma estética própria, uma forma de comunicar-se diante da qual o leitor tem que dialogar com as receitas, pensar, olhar, comparar e não apenas reproduzir.

Ao fazer meu primeiro BSJ, tentei usar a receita como instrução. Não compreendia algumas passagens. O que fiz? Li as versões que escreveu em Opinionated Knitter e Knitting Workshop. Nestas, assim como no Tomten Jacket, ela mudou a explicação. (Quem vai aventurar no BSJ pela primeira vez, poderia seguir o Knitting Workshop. )

O Knitting Around é o livro de Elizabeth Zimmermann que me inspirou a criar o blog. Finalmente, depois de me dispersar com tudo que está disponível no mundo virtual para as tricoteiras, retorno, tranquila e sem medo ao meu projeto de tricotar as receits de EZ . Estou com o Bog Jacket  a meio  caminho.

Bilbiografia de Elizabeth Zimmermann

         

  

Baby Surprise Jacket do Knitting Workshop
Anúncios

18 opiniões sobre “Tricô Zimmermann

  1. Olá amei o seu blog adoro trico, faço para vender juntamente com tear que é minha outra paixão. Mas vc mostrou trico de uma maneira moderna . Estou sempre pesquisando gosto de inovar o diferente e bonito que faz a diferença no mercado. Sinto que preciso aprender muito. agradeço pela oportunidade .
    Tenho uma loja http://www.elo7.com.br/marcia1b13marcia Se vc quiser conhecer fique a vontade.
    Bjus
    Màrcia

  2. Oi!
    Adorei as suas informações, vou começar um projeto, de casaco para minha neta , espero conseguir .
    Assim que estiver pronto eu te aviso.
    bjus.

    • OLá Dulce,
      Que maravilha, um dos objetivos secretos do blog é esse mesmo, dividir a alegria de começar um projeto e mostrar pra todo mundo quando terminamos.
      Envie uma foto do seu trabalho para eu postar aqui no blog quando estiver terminado,
      Bjs

  3. Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
    Mas vc já tricotou o colete, pois indicou até a lã utilizada. Vc então adquiriu a “receita” do Rib Warmer? desculpe mas não tenho mta prática daquelas que “só de olhar sai tricotando” rsrsrsrsrs
    Achei lindo e prático!
    Bj

  4. Oi
    Eu adorei o Blog.
    Fiquei apaixonada pelo RIB Warmer, o colete .
    Consegui a receita em inglês mas tem algumas coisas que não consigo entender, será que alguém teriam como me dar dicas em português, ou me passar a receita em português?
    Ficaria eternamente grata, segue meu e-mail:
    solangefon@gmail.com
    Bjos e parabéns pelo blog

    • O primeiro que fiz foi com a linha Brilho da Pingouin, segui a receita a risca. Depois fiz medidas para adpatar para outromanequins:
      1. Medi a largura do ombro: na medida originaldeve-se colocar 10 pontos e aumentar 20, assim 30 pontos comçoe a largura da frente. Então meço o ombro, calculo o número de pontos a partir da amostra com o fio e agulha que quero usar. Aí arrendondo se o nº der impar e calculo 1/3 para o inicio.
      2. A parte que fica no começo (que será a parte do pescoço): calculo a largura da nuca. Aí divido por dois e trabalho o 1/3 dos pontos no comprimento dessa metade.
      3. Depois aumento os 2/3 que faltam, tricoto até a altura que quero para ai começar a curva. Já fiz um comprido, comecei a curva pouco antes da cintura e outro começando a curba logo abaixo do braço. Para calcular o tamnha final temos que considerar que haverá a parte da curva tem a mesma largura do total de pontos.
      4. Para a curva, vamos seguindo a receita, deixando um ponto a cada carreira até sobrar 50%, depois vai retomando ospontos.
      5. Tricotamos 10 cordões para a abertura, mas podemos medir a lateral cf. o manequim.
      6. Para a curva das costas, vai deixando um ponto até sobrar 15%, mas se quisermos mais quadrado ao ponto de desaparecer aquele detalhe em curva da parte de trás vamos até sobrar um, e depois vai retomando.
      BOm é isso, espero que ajude.
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s